Arquivo da tag: Preconceito

Preconceito religioso e ateísta: Qual o sentido?

Talvez, eu não seja a melhor pessoa para falar sobre esse assunto, mas me sinto na necessidade de falar o que eu penso.

Há alguns dias atrás vi uma notícia causando polêmica na internet, a notícia dizia que o Papa Francisco havia falado que não importava se você era ateu, contanto que seja bom você vai para o céu. Achei a notícia um máximo, o Papa buscando expandir os horizontes da igreja católica e tentando evitar aquele preconceito bobo entre pessoas que acreditam e não acreditam em Deus. A questão aqui é: Qual a opinião de ambos os lados com relação a declaração do Papa? Por que existe o preconceito entre religiões?Busquei analisar essas duas questões de diferentes perspectivas, então lá vai!

Visão da Igreja Católica: A igreja católica por si só funciona como uma instituição, a instituição mais antiga de todo o mundo se formos analisar aos olhos da bíblia. O preconceito dos membros da igreja católica (que possui mais de 1 bilhão de pessoas voltadas para suas crenças) com relação àqueles que são ateístas não possui fundamento nenhum, tanto  quanto o preconceito dos ateístas contra os membros da igreja católica também não possui. Os católicos, principalmente aqueles bem fervorosos, são os mais ativos nesse preconceito, por exemplo, é comum você ver algum católico olhando para alguém e falando “Esse aí não vai para o céu”. Essa é a forma de preconceito mais usada pelos católicos e é aí que entra a genialidade que o nosso querido Papa Chiquinho disse. Vamos analisar um pouco o novo testamento, onde Jesus, que é a figura salvadora da humanidade para os cristãos, aparece. Segundo as escrituras, Jesus, cabeludão, barbudão, dois mestros de altura e olhos azuis, com a sua morte na cruz salvou toda a humanidade. Mas pera aí, toda a humanidade significa TODA A HUMANIDADE! Não importa se você acredita ou não, se você acredita em deus do fogo, em Buda, em Chuck Norris, em Exódia, em Goku, ou sei lá o que. Você foi salvo por Jesus quando ele morreu crucificado! Não tem conversa!  O grande problema de alguns católicos é acharem que o céu é apenas deles, sendo que o catolicismo prega algo totalmente diferente. Quantas vezes no passado (e ainda hoje) não sofremos com interpretações erradas da bíblia de quem estava ou está no poder? Com esse comentário do Papa alguns católicos se ofenderam e chegaram a dizer “Mas por que eu tenho que me sacrificar rezando e seguindo todos os dogmas da igreja enquanto outras pessoas não fazem nada disso e vão para o céu também?” Para essas pessoas eu só tenho uma coisa a dizer: Vocês são hipócritas! Se qualquer pessoa me disser que só reza por medo de ir para o inferno ou por obrigação eu a aconselho a se afastar da sua crença e pensar um pouco no que está fazendo com a sua vida. Segundo o comentário do Papa tudo ficou claro, se você for bom você vai para o céu, se não vai para o inferno, simples, não? Eu sou católico e rezo para o meu Deus porque isso me faz bem, não me convém discutir o porquê de acreditar nele e o porquê de não acreditar. Cada um faz o que quiser com a sua vida e pronto. Mas eu pergunto a vocês, caros leitores, vocês gostam de viver em um mundo de guerras, onde não há segurança alguma e você precisa viver praticamente trancado? Acho que não. E é aí que entra a minha questão de que a religião é necessária. Por quê? Porque ela ensina o certo e o errado, porque ela te dá uma aula desde cedo de valores éticos e morais. Tudo bem que opiniões divergem, mas tenho certeza que ninguém aqui gosta de ser assaltado, não é? Então magine só viver em um lugar onde cada um ama ao próximo como a si mesmo? Esse é o segundo mandamento. Se apenas esse fosse cumprido nós estaríamos num cenário bem diferente. Por isso que se um Papa toma tal atitude, ele está disposto a mudar o rumo de muita coisa e como meu sonho de criarem um “Rei do Mundo” ainda está longe de ser realizado, eu confio no papa para a difícil missão que é instituir a paz nesse mundo caótico.

Visão Ateísta: Olha, dos ateus que eu conheço, não é porque o Papa disse que se eles forem bons eles vão para o céu que eles vão começar frequentar a igreja. Mas com toda certeza, a afirmação do papa colocou muitos ateus e católicos “não-praticantes” para refletir. Com toda certeza o Papa perdeu e ganhou fiéis através da declaração, mas o que os ateus ganham ou perdem com isso? Para começar, existem muitos ateus que não acreditam em Deus mas morrem de medo de ir queimar no fogo do inferno e existem ateus que não acreditam e não estão preocupados, mas eu convido a todos os ateus refletirem comigo, até mesmo você que odeia as pessoas que acreditam em Deus. As pessoas criticam as religiões por conta das tragédias que acontecem, pedofilia em que padres estão envolvidos, pessoas que matam em nome de Deus, pessoas que ficam loucas por causa da sua fé, pastores que roubam dinheiro dos fiéis, etc. Mas não veem as coisas boas que essas religiões fazem, como missões para países pobres, campanhas para arrecadar dinheiro para doar às famílias atingidas por tragédias, etc. Imaginem só o mundo inteiro fiel à apenas uma religião, onde tal qual fizesse por merecer, ensinando apenas o necessário para encaminhar as novas gerações para um caminho de paz. Você que não é muito fã de religião deve estar pensando: “ Por que a religião deve educar as novas gerações sendo que isso é trabalho para os pais?” Meu querido, se você foi educado a partir desses valores de ética e moral, do que é certo e errado, parabéns, ensine a mesma coisa para seus filhos e fale para eles fazerem o mesmo com os filhos deles e assim por diante. Mas existem crianças que não puderam ter essa educação dentro de casa e depois sem saber o que é certo e errado são aliciados à fazerem coisas erradas, como por exemplo, roubar seu Iphone, sua casa, ou até sua namorada.

Analisando essas questões dessa forma é possível perceber que não importa seu credo se sua intenção for boa! Faça as coisas com amor! Ame seu próximo como a ti mesmo! Que tal nos juntarmos e criarmos um modo de pensar único? Não seria o máximo? Isso só depende de você! O caminho da paz na humanidade é longo, mas você sabe que haverá frutos para serem colhidos no futuro. Não estou pedindo nada impossível, não é?

Deixe um comentário

Arquivado em Dissertações